Últimos Posts

    terça-feira, 7 de junho de 2016

    Domingo sangrento em Itaituba: Três homicídios foram registrados

    Domingo, 05 de junho, foi considerado sangrento em Itaituba, sudoeste do estado. Três homicídios foram registrados, dois na cidade e um na região garimpeira, um de tiro e dois faca, dois já foram esclarecidos.

    O primeiro homicídio deste final de semana aconteceu por volta das 19hs40min na região garimpeira de Itaituba. O crime aconteceu nas proximidades do filão do “Pernambuco” Pista do Sudário, próximo ao Marupá. A vitima foi Luiz Fernando Ferreira de Matos, de 28 anos de idade, ele foi morto a facadas. Pouco tempo depois uma guarnição da policia militar da região prendeu dois suspeitos: Francisco de Ribamar da Conceição, 41 anos, e Ademílson Rodrigues da Silva, 35. http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/dois-sao-presos-pela-pm-por-homicidio.html#more
    O segundo aconteceu 1hs57min da madrugada de domingo, 05, para segunda, 06, no pátio de um posto de combustível da cidade e tudo foi registrado.  A vitima foi o ex- presidiário Gilivaldo Pereira da Silva, vulgo, “Gago”, de 34 anos de idade. “Gago” estava  mais dois amigos em uma moto Bross quando pararam em um Posto de Combustível as margens da Rodovia Transamazônica em frente ao 15ªBPM e foi alvejada por vários tiros.“Gago” caiu com os disparos, ainda no chão recebeu mais tiros e o ultimo tiro que foi “a queima roupa”. O assassino fugiu em uma moto com seu comparsa.“Gago” que tinha várias passagens pela policia por trafico de droga morreu na hora. Policiais que passavam próximo ao local do crime ouviram os disparos iniciaram a perseguição aos dois suspeitos, que foram presos na travessa Treze de Maio. Os presos são Railson da Silva Oliveira, 32 e Roberto Jesuíno da Silva Moraes, 29. Com eles foi encontrado o revolver revólver Cal. 38, com cinco munições deflagradas. Segundo a polícia o crime está relacionado com o tráfico de drogas. A vitima tinha diversas passagens pelo presídio de Itaituba por tráfico de droga e envolvimento em homicídios.http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/gago-da-liberdade-e-morto-tiros-em.html#more
    A nossa equipe de reportagem teve acesso às imagens que mostram o memento exato em que “Gago” é perseguido e alvejado com vários tiros. Nas imagens aparecem os três trafegando pela rodovia transamazônica em uma moto bross vermelha, logo atrás dois homens seguem o trio em outra moto bross, “Gago” era o ultimo da moto, quando trio diminui a velocidade para encostar no Posto de Combustível, o carona da outra moto começar disparar acertando “Gago” que cai, o atirador que estava de capacete desce para terminar o “serviço”, se aproxima e efetua mais três disparos inclusive um na cabeça. http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/exclusivo-momento-que-gago-e-morto-com.html#more
    O terceiro homicídio da noite de domingo aconteceu no Residencial Vale do Piracanã. O crime teria acontecido durante a madrugada, mas o corpo só foi encontrado na manhã de segunda feira, 06, por trás de uma residência no Residencial Vale do Piracanã. O corpo estava em cima de uma mola de colchão ensanguentado, com várias perfurações. Pouco tempo depois a vitima foi identificada por Rubenilson Jancem da Mata, de 28, anos de idade. A policia militar chegou esteve resguardando o local ate a chegada de peritos do IML para fazer a remoção do corpo. A policia civil já começou as investigações para se chegar ate o autor ou os autores.http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/final-de-semana-sangrento-em-itaituba.html#more
    Mais »

    MEDALHA DE OURO

    “É do Brasil a medalha de ouro da corrupção”

    Shot 005
    Em meio às saraivadas de delações premiadas que a imprensa desnuda a conta gotas, tirando a roupa de todos os reis da República, inclusive da própria presidente afastada, Dilma Rousseff, até antes do afastamento diretamente preservada, um dos três maiores jornais norte-americanos, o "The New York Times", dedicou mais um editorial ao Brasil.
    O título do editorial é agressivo: "Brazil’s Gold Medal for Corruption”, que eu já vi mal traduzido, como “Medalha de ouro do Brasil para corrupção”, mas que, em tradução equivalente, verte-se como, “É do Brasil a medalha de ouro por corrupção”.
    Embora o título do editorial possa sugerir um tratamento geral do assunto, o texto revela uma mensagem específica ao presidente interino, Michel Temer.
    O editorial recapitula o ato falho de Temer em formar um “ministério inteiramente masculino e branco”, acusa-o de “empossar sete ministros investigados por corrupção” e fecha o texto duvidando que ele pretenda, mesmo, combater a corrupção e, caso pretenda, até onde pretende ir com isso.
    O NYT acolhe que não somente o Brasil sofre com a corrupção ao Sul da América, mas assevera que, embora Dilma Rousseff sofra um processo de impeachment por “truques contábeis”, os escândalos de corrupção no seu governo contribuíram decisivamente para o seu afastamento.
    Dado isso, o presidente interino Michel Temer, para afastar a pecha de que conspirou contra a presidente como parte de um acordo político que visaria estancar as investigações da Lava Jato, deveria tomar atitudes severas contra a corrupção, como defender “o fim da imunidade parlamentar para congressistas e ministros em casos referentes".
    É fato que o NYT diz o óbvio no editorial, mas é fato, idem, que o sistema está tão imbricado em uma engrenagem mal fornida que emperra quaisquer mudanças que poderiam ser feitas para blindá-lo.
    Temer está fazendo do Congresso, principalmente do Senado, de onde virá a sua permanência ou o seu despejo da presidência que hora porta interinamente, o seu cadafalso, pois caiu, quiçá, na mesma armadilha que todos têm pisado para subir a rampa: acordos “fisiopatrimonialistas” muito além do que pode entregar.
    E já está mais do que provado que patrocinar esse tipo de coalizão, nesses termos baseada, é colocar, com as próprias mãos, uma corda no pescoço e ficar com apenas a ponta dos pés sobre um tamborete de apenas três pernas.
    Mais »

    quarta-feira, 4 de maio de 2016

    Chuva forte derruba casas e causa alagamentos em Monte Alegre, PA

    Fortes chuvas causaram desmoronamento de casas em pelo menos três bairros (Foto: Arney Barreto)
    A forte chuva que caiu na madrugada desta segunda-feira (2) causou estragos em vários bairros no município de Monte Alegre, no oeste do Pará.
    Encostas desmoronaram, muros e ruas ficaram alagadas e a população teve muito trabalho e transtornos. Ainda não é possível calcular o número de prejuízos. O local mais atingido foi o bairro Pajuçara, que registrou inundações nas ruas 17 de outubro, Laila Bechara, Manoel Cayres e João de Freitas. Pelo menos três casas desabaram nos bairros Surubeju, Serra do Papagaio e Pajuçara. Não houve confirmação de vítimas. http://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/noticia/2016/05/fortes-chuvas-causam-desabamento-no-municipio-de-monte-alegre.html
    Mais »

    segunda-feira, 31 de agosto de 2015

    Djaci já esta Belém para responder por triplo homicídio em Itaituba, PA

    O suposto autor do bárbaro crime que ceifou a vida da advogada Leda Martha Lucyk dos Santos, capturado esta semana na cidade de Estrela do Norte, em Goiás, Dejacir Ferreira de Sousa, desembarcou agora a pouco em Belém, no Hangar do estado.

    Ele chegou com a equipe da polícia civil do Pará, sob o comando do delegado Silvio Birro. Neste momento ele irá ao IML, para exame de corpo e delito e em seguida será encaminhado ao CRPP3 - Centro de Recuperação Penitenciária do Pará - 3, em Americano. Djair foi preso em Goiás, por homicídio de um borracheiro de 80 anos. O presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos, junto com o vice presidente, Alberto Campos, o diretor tesoureiro, Eduardo Imbiriba o conselheiro seccional Dennis Serruya e os membros da Comissão de Defesa das Prerrogativas da OAB-PA, André Tocantins e Rodrigo Godinho, acompanharam a chegada.
    A advogada Leda Martha Lucyk dos Santos, sua filha de 9 anos, e sua secretária, Hellen Taynara Siqueira Branco foram assassinadas no dia 22 de fevereiro de 2014. No dia 25 de fevereiro, o ex-marido da vítima e suspeito de ser o mandante do assassinato, o advogado Altair dos Santos, foi preso pela Polícia Civil do Pará, após sua prisão temporária ter sido decretada.
    Duas mulheres e uma criança mortas a facadas por machismo e preconceito. Este crime é o mais grave feminicídio cometido no Pará! Parabéns ao trabalho da Polícia, da nossa Comissão de Defesa das Prerrogativas e a Oab Subseção DE Itaituba!

    Fonte: OAB e Junior Ribeiro
    Mais »

    Caixa eletrônico do Bradesco da (SEMDAS) é queimado

    Elementos, (o), ainda não identificados tentaram incendiar ou explodir o caixa eletrônico do Bradesco na (SEMDAS) na madrugada deste domingo, 29.
    A polícia já comunicada do fato es esta a procura de fez a ação. Essa não é a primeira vez que esse caixa eletrônico é alvo de meliantes. Em outro atentado já tentaram explodir o caixa, inclusive vindo uma equipe de policiais especializados em artefatos de Santarém.
    Fonte: Jr. Ribeiro.
    Mais »

    segunda-feira, 24 de agosto de 2015

    Paysandu volta a jogar bem e vence o Botafogo no Rio

    Foto: Divulgação/Botafogo
    Bicolores chegaram abrir 2 a 0, sofreram pressão, mas conseguiram garantir vitória por 3 a 2
    Se o torcedor do Paysandu já estava empolgado com a exibição do time contra o Fluminense, pela Copa do Brasil, ele ganhou ainda mais motivos para estar em lua de mel com o clube. Na manhã deste domingo (23), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, o Papão venceu o Botafogo pela primeira rodada do returno da Série B, pelo placar de 3 a 2.
    Em um primeiro tempo de mais ataques do Botafogo, foi o Paysandu que saiu na frente, com Yago Pikachu e Thiago Martins. O Botafogo chegou a reagir com Daniel Carvalho, mas Jhonnatan aumentou a contagem para o Papão. Sassá, no final da segunda etapa, deu números finais ao confronto.
    O resultado deixou o Bicola muito perto de alcançar o seu objetivo na tábua de classificação. O time de Dado Cavalcanti agora soma 33 pontos, um a menos que o Sampaio Corrêa, primeira equipe no grupo dos quatro primeiros colocados.
    O próximo jogo do Paysandu será nesta quarta-feira, às 19h30, no Mangueirão, contra o Fluminense, pelo jogo de ‘volta’ das oitavas da Copa do Brasil. O Papão precisa vencer por 1 a 0 para se classificar para a próxima fase. Este jogo terá o acompanhamento lance a lance do Portal ORM News.
    1º Tempo: Botafogo melhor, Papão na frente - O Paysandu fez um primeiro tempo considerado ‘perfeito’ dentro do Estádio Nilton Santos, contra o Fluminense.  Sob forte calor, os bicolore sse sentiram em casa e venceram os donos da casa pelo placar de 2 a 0 nos primeiros 45 minutos.
    O Botafogo, entretanto, começou melhor. Contando com o apoio de grande público, os cariocas criaram inúmeras oportunidades, mas pararam na falta de pontaria ou em uma manhã inspirada do goleiro Emerson, que foi um dos protagonistas da etapa inicial.
    Depois, então, foi a vez da estrela de Yago Pikachu começar a brilhar. O camisa 2 do Papão, sensação nacional no decorrer da semana, recebeu lançamento e colocou mais um gol na sua conta neste Campeonato Brasileiro da Série B. 1 a 0.
    Nem deu tempo para o torcedor do Botafogo reclamar, isso porque novamente Yago Pikachu puxou jogada pelos flancos e fez o cruzamento, mas dessa vez foi o zagueiro Thiago Martins que se aventurou como atacante e colocou para dentro. 2 a 0.
    O segundo gol animou o clube da Estrela Solitária, que partiu para o tudo ou nada para diminuir a desvantagem no final do primeiro tempo. Mesmo com bola na trave e grande pressão, o placar manteve-se até o final do apito parcial do árbitro.
    2º Tempo: Vitória maiúscula - Na etapa final, o cenário encontrado pelos dois times era semelhante ao do primeiro tempo. Se o Botafogo já tomava iniciativa com o placar igualado, quando esteve em desvantagem a procura pelo gol foi ainda maior. O problema para o alvinegro é que o Paysandu continuava muito perigoso no contra-ataque, deixando o sistema defensivo da equipe de Ricardo Gomes sempre em alerta.
    O forte calor teve como consequência menos jogadas individuais e corridas, dando lugar a cruzamentos e chutes de longe. Em uma dessas tentativas, o Botafogo foi feliz, em cruzamento que a zaga do Papão não cortou e Daniel Carvalho aproveitou para marcar. 2 a 1.
    A torcida carioca já fazia festa empurrava o time para o empate quando o Paysandu jogou um balde de água fria nada refrescante aos mandantes do jogo. Jhonnatan, em velocidade, mandou chute para o fundo da rede de Jefferson, momentos depois ao primeiro gol do Botafogo, aumentando a vantagem paraense. 3 a 1.
    No final da partida, a bronca dos torcedores da Estrela Solitária levaram o time ao estágio extremamente ofensivo, deixando brechas na defesa, mas se mandando todo ao ataque. O resultado foi de muita pressão no entorno da retaguarda alviceleste, que se segurava bem até os 36 minutos, quando Sassá voltou a descontar, de peixinho. 3 a 2.
    A partir daí ambos os lados testaram o coração de quem acompanhava. Em meio ao contra-ataque bicolor e a forte pressão do Botafogo, o resultado permaneceu assim até o final, mesmo com sete minutos de acréscimo estipulado pelo árbitro, e reclamação de pênalti em cima de Luis Henrique no final da partida. Melhor para o Papão, que volta do Rio com mais três pontos, moral e na porta do G4.
    (FICHA TÉCNICA: BOTAFOGO 2 X 3 PAYSANDU)
    Botafogo: Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Carleto; Serginho (Camacho, aos 14'/2°T), Willian Arão, Elvis (Diego Jardel, aos 41'/2°T) e Daniel Carvalho; Neilton (Sassá, aos 31'/2°T) e Luis Henrique. Técnico: Ricardo Gomes
    Paysandu: Emerson, Yago Pikachu (Augusto Recife, aos 33'/2°T), Pablo, Thiago Martins e João Lucas; Capanema, Jhonnatan, Fahel (Dão, aos 45'/2°T) e Valdívia (Carlinhos, aos 21'/2°T); Aylon e Leandro Cearense. Técnico: Dado Cavalcanti
    Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
     
    Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
     
    Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Marcio Soares Maciel (GO)
     
    Renda/Público: R$ 610.035,00/ 21.605 pagantes e 23.805 presentes
     
    Cartões Amarelos: Serginho (BOT); Thiago Martins, Jhonnatan e Capanema (Paysandu)
     
    GOLS: Yago Pikachu, aos 26'/1°T (0-1); Thiago Martins, aos 28'/1°T (0-2); Daniel Carvalho, aos 18'/2°T (1-2); Jhonnatan, aos 19'/2°T (1-3); Sassá, aos 36'/2°T (2-3)
    Mais »

    OAB realizou 3º Baile do Rubi

    A subsecção da Ordem dos Advogados, Itaituba, realizou na noite de ontem o 3º Baile do Rubi.
    O evento aconteceu na sede da Associação Atlética Cearense, destacando-se pela organização, pelas homenagens e pela boa música.
    Alguns juízes, um desembargador e vários advogados foram homenageados.
    A banda Styllus, de Santarém, com uma esmerada seleção musical foi responsável pela animação do baile.

    A presidente da subsecção da OAB, Itaituba, a advogada Cristina Bueno, em sua fala, destacou que esse foi o terceiro Baile do Rubi, que passou a ser organizado depois que uma diretoria composta apenas por mulheres assume a direção da ordem no município.
    As lentes do blog e do Jornal do Comércio registraram tudo que aconteceu.




    Mais »

    Estrutura do Chicão Car desabou

    A estrutura de ferro da empresa Chicão Car desabou no momento em que era colocada uma fachada com propaganda

    Apesar do susto, os danos foram apenas materiais.

    Um ponto de solda rompeu, o que motivou a queda da estrutura.

    O local fica na 13ª Rua, próximo da Transamazônica.
     
     
    fonte: Blog do Amigo Jota Parente
    Mais »

    Senado aprova quebra de sigilo bancário de Marco Del Nero

    Senado aprova quebra de sigilo bancário de Marco Del Nero

    Foto:Evaristo Sa
    A investigação quanto às transações financeiras do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, continuará a acontecer. Uma comissão do Senado confirmou, na manhã desta quinta-feira, a aprovação da quebra do sigilo bancário do dirigente da entidade e do empresário Wagner Abrahão, dono do Grupo Águia.

    Com o requerimento, solicitado pelo senador Romário (PSB/RJ), a CPI do Futebol pretende ter acesso às informações bancárias e fiscais de Del Nero a partir de 12 de março de 2013. Já as contas de Abrahão devem ser analisadas entre 17 de maio de 2007 e 31 de maio de 2015.  
    Tanto o dirigente quanto o empresário ainda podem recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar as quebra de seus respectivos sigilos bancários.
    Amigo pessoal do ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira, Wagner Abrahão teria sido o responsável por levar o ex-cartola para fora do Brasil, após ele se licenciar da entidade. O nome do empresário aparece entre os beneficiários do contrato de patrocínio entre TAM e CBF, segundo a 'Folha de São Paulo'. 


    O empresário ainda teria feito acordo com Del Nero na compra de um imóvel na Barra da Tijuca, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro. 

    Lance.net
    Mais »

    quinta-feira, 13 de agosto de 2015

    SEMMA define as normas locais para o licenciamento


    A Secretária Municipal de Meio Ambiente - SEMMA, com aprovação do Comdema, está colocando em vigor as normas legais locais para que o licenciamento mineral e ambiental tenha a celeridade necessaria.
    Já está em vigor a Instrução Normativa 001/2015, que dispõe sobre os procedimentos e critérios, no âmbito da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, de Itaituba/Pará – SEMMA, para o licenciamento ambiental referente à extração de minérios, e dá outras providências.
    Também estão sendo definidos os "check list" para agilizar o processo de licenciamento, facilitando o procedimento aos empreendedores e aos consultores.
    Mais »

    Uso do Whatsapp no trabalho pode dar demissão; veja regras e riscos

    Uso do Whatsapp no trabalho pode dar demissão; veja regras e riscos

    G1 - Ações na Justiça aumentaram devido ao mau uso do aplicativo. Veja regras que valem tanto para empregado quando para empregador.

    O aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp, assim como as demais redes sociais, agiliza a comunicação entre as pessoas em qualquer lugar e hora. Mas, quando se trata do uso do aplicativo no trabalho, é preciso cuidado e bom senso. A regra vale tanto para o empregado quanto para o empregador.

    Segundo o advogado trabalhista Bruno Gallucci, do escritório Guimarães & Gallucci, com a popularização do WhatsApp aumentou o número de ações trabalhistas na Justiça. Isso principalmente porque é cada vez mais comum que os profissionais, depois do horário do expediente, continuem sendo acionados pelo empregador para resolver questões do trabalho por meio do aplicativo. “As conversas fora do expediente de trabalho podem servir de prova e, dependendo do caso, abrem caminho para pedido de horas extras”, explica.

    Gallucci alerta, porém, que todos os casos devem ser avaliados. “Caso sejam apresentados os prints das conversas, isso pode servir de prova contra o empregador e resultar em uma condenação trabalhista em favor do empregado. O mais indicado é que a empresa evite esse tipo de contato com os empregados, ainda mais fora do expediente de trabalho”, recomenda.
    Para Daniela Moreira Sampaio Ribeiro, advogada do escritório Trigueiro Fontes, o empregado deve ter cuidado ao se dirigir aos colegas ou a um superior hierárquico nas conversas do aplicativo e também ter moderação na sua utilização durante o expediente. “O empregador tem o direito de exigir do empregado concentração total no seu trabalho, proibindo ou restringindo a utilização da ferramenta para fins particulares. Nesse caso, a desatenção do empregado à orientação pode ter como consequência a aplicação de penalidades disciplinares”, diz.

    A advogada trabalhista Vanessa Cristina Ziggiatti Padula, do escritório PK Advogados, alerta que se o aplicativo for utilizado de forma inadequada pelos funcionários eles podem ser advertidos, suspensos ou até ter o contrato rescindido por justa causa.
    Proibição
    Para evitar problemas, a empresa em que Felipe Bossi trabalha proibiu o uso do WhatsApp. E o supervisor de RH de 26 anos tem a missão de comunicar aos funcionários da empresa de serviços de limpeza, portarias e construção sobre a proibição. “A orientação é para evitar o uso. Se a pessoa utiliza com certeza não é para coisas de trabalho. Já tive provas de que tira a atenção, o funcionário acaba fazendo os procedimentos de forma errada”, diz.

    Além do WhatsApp, a empresa bloqueou o uso de redes sociais como Facebook no computador e celular. 

    Segundo ele, a orientação veio depois que a empresa notou que o uso do aplicativo estava atrapalhando o desempenho dos funcionários. “Há cerca de um ano e meio, logo que notamos que o WhatsApp estava sendo muito usado, já bloqueamos”, afirma.

    Os recém-admitidos são informados da proibição na integração com a empresa. “Não é muito bem aceito, mas eles obedecem”, conta. Ninguém foi demitido por descumprir a regra. “Eles têm bom senso, sabem que atrapalha”, diz Bossi.

    O supervisor de RH diz que se o funcionário precisa acessar o aplicativo para uma emergência ele tem direito, “aí usa rapidinho”. “Mas o dia inteiro de bate papo, o celular apitando, não é aceitável”, explica.

    Os funcionários não recebem instruções pelo Whatsapp ou Facebook, só por email. Se o funcionário é flagrado usando o aplicativo, ele tem a atenção chamada.
    Veja abaixo o que pode e não pode e o que pode causar 
    punições e até demissão:

    Horas extras
    Daniela Moreira Sampaio Ribeiro, do escritório Trigueiro Fontes, diz que a solicitação de tarefas ao empregado via WhatsApp fora do seu horário de trabalho pode configurar tempo à disposição do empregador e motivar reclamações trabalhistas pleiteando o pagamento de horas extras.

    Vanessa Cristina Ziggiatti Padula, do escritório PK Advogados, diz que a empresa não pode exigir do empregado a utilização do aplicativo em seu aparelho pessoal ou a compra de telefone compatível –  a exigência apenas poderá ocorrer se o aparelho telefônico for ferramenta de trabalho, concedida pelo empregador e o Whatsapp um meio de comunicação oficial da empresa.
    “Outra questão é o sobreaviso, que é o tempo em que o empregado está à disposição do empregador, podendo ser contatado por aparelho celular ou outro meio de comunicação equivalente, em períodos determinados e nos quais deveria estar em descanso, com restrição na liberdade de ir e vir. As mensagens trocadas pelo WhatsApp equiparam-se, nesse caso, a mensagens trocadas no e-mail corporativo”, explica Vanessa.
    “O funcionário pode receber hora extra em situações que lhe seja exigido o desempenho da atividade laboral fora da jornada normal de serviço, e quando essas horas extras são realizadas por meio do WhatsApp, como respostas a problemas que surgem de repente, dúvidas e pareceres, temos a chamada ‘jornada virtual’, ressalta Bruno Gallucci, do escritório Guimarães & Gallucci.

    Assédio
    “Também os excessos dos gestores na forma de comunicação com os seus comandados, realizando cobrança excessiva, utilizando termos ofensivos e desrespeitosos ou expondo um subordinado de forma negativa e vexatória diante do grupo podem caracterizar um assédio moral e motivar reclamações trabalhistas com pedido de dano moral”, diz Daniela.

    Segundo ela, esse mesmo assédio pode ser motivo de reclamação trabalhista contra o empregador se, praticado por colegas do mesmo nível hierárquico, a empresa tomou conhecimento e nada fez para punir o empregado “ofensor”.

    De acordo com Vanessa, o uso do WhatsApp de forma inadequada com clientes ou colegas de trabalho poderá levar a penalidades se o aplicativo for utilizado como instrumento de comunicação virtual disponibilizado pelo empregador, servindo como ferramenta de trabalho, destinado essencialmente à troca de mensagens de caráter profissional.
    Punições
    Daniela diz que punições disciplinares pelo mau uso do WhatsApp podem ser aplicadas pelo empregador quando o empregado dirige-se a colegas de trabalho ou a superior hierárquico de forma desrespeitosa e inadequada. Ou quando o empregado utiliza o Whatsapp para fins particulares, durante o horário de trabalho, comprometendo a sua produtividade e concentração. Nesse caso, se houver regra proibitiva do empregador, a punição ao empregado pode ser mais severa, por ele estar descumprindo regra estabelecida.

    Gallucci lembra que o uso de forma exagerada do aplicativo durante a jornada de trabalho, por motivos alheios à função exercida, pode resultar em erros, desvio de atenção e mau desempenho por parte do empregado. Esse uso sem limites pode levar a punições como advertência, suspensão e até uma dispensa por justa causa.
    Ações mais comuns (Foto: G1)
    De acordo com Vanessa, existem ações na Justiça do Trabalho geralmente quando o colaborador é demitido por justa causa. Os motivos mais comuns de demissão são a divulgação de informações sigilosas da empresa a terceiros, quebra de confidencialidade ou até mesmo assédio moral contra colegas de trabalho. “Em alguns casos, a proibição do uso do celular ocorre para preservar a segurança do empregado e de terceiros e, nesse caso, se a regra é desobedecida, também leva a medida disciplinar e dispensa por justa causa”, diz.
    Daniela diz que as mais comuns são de empregados pleiteando horas extras pelo tempo à disposição do empregador, por meio de mensagens de trabalho trocadas via WhatsApp fora do horário de expediente normal, e alegação de assédio moral, protagonizado por superiores hierárquicos, em razão de ofensas e tratamento desrespeitoso em grupos do aplicativo.

    Mau uso
    Também existem ações trabalhistas nas quais as empresas defendem a justa causa por má conduta comprovada por meio de conversas e participação em grupos de WhatsApp em que o empregado se manifesta de forma ofensiva contra a empresa ou seus superiores hierárquicos, de acordo com Daniela.

    Segundo Gallucci, além da crescente demanda de ações por causa de horas extras, há pedidos de reversão de justa causa em decorrência da despedida do empregado pelo mau uso do aplicativo.
    Provas que podem ser usadas nas ações (Foto: G1)
    O empregado pode reunir provas de que houve contatos via Whatsapp fora do horário de trabalho. Segundo Vanessa, o empregado pode preservar as mensagens e requerer a realização de perícia judicial para apresentação das informações em juízo ou mesmo apresentar as imagens das conversas. “Mas é importante esclarecer que qualquer tipo de mensagem eletrônica tem valor probatório relativo, ficando a critério do juiz avaliar se as informações comprovam as alegações em ação judicial”, informa.
    Para Daniela, as mensagens gravadas no próprio aplicativo são meio de prova suficiente, pois registram o conteúdo da conversa, as partes envolvidas, além do dia e hora da troca de mensagens. “Para utilização em processo judicial, o ideal é levar o aparelho celular em um cartório oficial ou Tabelionato de Notas e Registro Civil para que um tabelião transcreva as conversas registradas no Whatsapp num documento chamado Ata Notarial. Esse documento tem cunho oficial e pode ser juntado em qualquer processo judicial”, explica.

    Bruno Gallucci diz que a Justiça aceita como prova em processos trabalhistas a grande maioria de documentos, conversas eletrônicas, gravações, fotos e e-mails, desde que as informações tenham sido obtidas de forma lícita.
    “O empregado não pode esquecer, entretanto, que para configurar as horas extras não basta uma simples resposta a uma pergunta do seu superior hierárquico. É necessário, via de regra, em observância ao princípio da razoabilidade, que a comunicação seja um tanto quanto considerável”, alerta.

    Prevenção de problemas no uso do Whatsapp (Foto: G1)
    É possível evitar ações na Justiça se a política em relação ao uso da ferramenta for clara. Vanessa diz que é preciso instituir uma política clara sobre a utilização de ferramentas com acesso à internet durante a jornada de trabalho, orientação dos empregados e fiscalização do uso correto.
    Para Daniela, o empregador deve orientar os seus gestores. “Uma boa opção é a criação de regras formais para a utilização da ferramenta, uma espécie de manual de procedimento, disponibilizado a todos, para que se saiba, de antemão, o que é uma conduta adequada e o que é excesso”, diz.
    Já o advogado trabalhista Gallucci considera que o empregador deve definir todas as regras em contrato ou criar um código de conduta interno, estabelecendo formas de controle do trabalho e da jornada, bem como regras de utilização do WhatsApp dentro e fora do ambiente profissional por meio de um regulamento, com conhecimento do empregado.

    O que o empregador pode exigir (Foto: G1)
    O empregador pode proibir o uso do aplicativo durante o horário de trabalho. Para Daniela, caso o empregador entenda que há comprometimento da produtividade, o empregador pode proibir tanto a utilização do aplicativo quanto do próprio telefone celular particular no ambiente de trabalho. Contudo, nessa hipótese de proibição, o empregador tem que disponibilizar ao empregado linha fixa de telefonia para uma necessidade de comunicação fora do ambiente de trabalho.

    Vanessa explica que durante a jornada de trabalho, o empregador pode exigir que o empregado tenha sua atenção totalmente focada no desempenho de suas atividades, já que a jornada de trabalho é tempo à disposição do empregador, integralmente remunerado.
    No caso do celular, segundo Vanessa, a proibição do celular também é justificada por questões de segurança, já que o aparelho pode causar distração ao empregado e, consequentemente, acidentes.
    “Em regra, o que se condena é o uso abusivo dos celulares e os seus diversos aplicativos, sendo que o empregado deixa em segundo plano as atividades dentro do ambiente de trabalho, podendo o empregador impor limites, desde que com previsão expressa no contrato de trabalho ou no código de conduta interno”, diz Gallucci.
    Punições ao empregado (Foto: G1)
    Se não seguir as orientações do empregador quanto ao uso do celular e aplicativos, o empregado pode ser advertido, suspenso e, dependendo da gravidade do fato, até demitido por justa causa em caso de regra de conduta expressa não ser seguida, segundo Vanessa.

    Para Daniela, para que seja possível a punição, as regras devem ser claras e amplamente divulgadas no ambiente corporativo, ou seja, todos os empregados devem ter plena ciência do que podem e do que não podem fazer, para que eventual punição seja legítima.

    “As penalidades começam por uma punição mais branda, no sentido de advertir o empregado de que a sua conduta está inadequada. A dispensa por justa causa é a mais grave das punições e só pode ser aplicada se ficar comprovado que o empregado insistiu em desrespeitar as orientações do empregador, apesar de já ter sido repreendido por diversas vezes, com as penalidades mais brandas”, explica.

    Contudo, segundo ela, existem situações em que uma única conduta é considerada grave o suficiente para justificar a demissão por justa causa. Um exemplo disso é a divulgação pelo empregado, via WhatsApp, de imagens comprometedoras que violem segredo da empresa ou que exponham a público alguma situação que deveria ser preservada. “Nessa hipótese pode-se entender que houve falta grave e quebra de confiança, pelo empregado, que impossibilitam a continuidade da relação de emprego e justificam uma justa causa”, conclui.
    Mais »

    quarta-feira, 12 de agosto de 2015

    MAP retorna com voos para Itaituba (PA) a partir de 17 de Agosto

    MAP retorna com voos para Itaituba (PA) a partir de 17 de Agosto

    Com o intuito de suprir uma demanda crescente de transporte na região amazônica, a MAP Linhas Aéreas retorna a operar com voos diários para Itaituba, cidade no oeste do Pará, a partir de 17 de agosto.
    Itaituba é a maior cidade da região do médio Tapajós, sendo o décimo quinto município mais populoso do estado, com quase 100 mil habitantes e um dos principais centros econômicos do oeste paraense. A “cidade da pepita”, com pouco mais de 159 anos de fundação, deve receber nos próximos anos um grande investimento em obras estratégicas para a economia nacional, na área de logística, produção energética e escoamento.

    Foto interna da aeronave da MAP na região.
    Além disso, se destaca por sua localização privilegiada, sendo destino escolhido para o ecoturismo e turismo de negócios, em especial a mineração e o agronegócio. Itaituba já fez parte da rota da MAP de Junho de 2014 até o Janeiro de 2015. O Aeroporto da cidade precisou realizar algumas adaptações para o cumprimento de exigências da Infraero, ficando por um período com restrições de operação.
    Itaituba está em plena expansão e a MAP é estratégica para isto.
    Após pouco mais de 6 meses, a MAP retorna a operar com voos diários, dando continuidade aos planos de expansão da empresa, com intuito de impulsionar o desenvolvimento de cidades em plena expansão, atendendo a um numero maior de pólos que são importantes centros econômico e com grande demanda em transporte de passageiros e cargas. A partir de 17 de agosto, Itaituba também voa nas asas da MAP.
    Mais »

    Itaituba: Gari tenta matar ex-companheira e em seguida comete suicídio

    Itaituba: Gari tenta matar ex-companheira e em seguida comete suicídio

    O fato ocorreu por volta das 14h30 desta terça-feira, na 12ª Rua do bairro da Floresta, às proximidades da Escola Rotaryano Djalma Serique, em Itaituba, Oeste do Estado.
     As informações ainda são poucas, mas, segundo alguns detalhes repassados por testemunhas, o servidor do setor de Limpeza Pública da Secretaria de Infraestrutura (Seminfra), identificado, por enquanto, pelo pré-nome Pedro, teria desferido violentas facadas na sua ex-companheira, Francisca Expedita, que também reagiu, mas não há informes se chegou a ferir o seu agressor. Tudo teria acontecido no curso de uma violenta discussão entre o casal, que já estava separado há algum tempo, mas morava na mesma casa.
     
    Informações ainda dão conta de que Expedita teria se desvencilhado do seu agressor e tentado fugir para a rua, mas não suportou as lesões e tombou, esvaindo-se em sangue. Após esfaquear a ex-companheira e vê-la caída ao chão, provavelmente imaginando que a teria matado; Pedro passou a perfurar o próprio corpo, precisamente na região torácica. O homem conseguiu o seu intento de cometer suicídio, e tombou morto ao pé da cerca nos fundos da casa onde residia com a ex-companheira. Um vizinho do casal, que preferiu não ser identificado, postou alguns depoimentos referindo-se ao que conseguiu presenciar da discussão entre Pedro e Expedita.
    Socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram acionados para o local para dar atendimento à ocorrência. Francisca Expedita foi encaminhada, em estado grave, para o setor de urgência e emergência do Hospital Municipal (HMI), onde, até o fechamento desta matéria, permanecia sob cuidados médicos. A técnica Maria Antônia, do Samu, informou que o quadro clínico da paciente é estável, mas inspira cuidados. O que deixou os vizinhos e pessoas mais próximas ao casal confusos foi o fato de que estavam separados, mas tinham certa amizade. Dificilmente discutiam, e já tinham, inclusive, netos.

    Fonte: http://maurotorrestap.blogspot.com.br/

    Mais »

    terça-feira, 11 de agosto de 2015

    Vazam imagens da operação que matou o traficante Playboy, imagens fortes

    Circulam pela internet durante este final de semana, fotos e vídeos da operação da Polícia Civil no Morro da Pedreira, no Rio de Janeiro, que matou o traficante Celso Pinheiro Pimenta, mais conhecido como "Playboy", um dos mais procurados do Brasil. IMAGENS FORTES: 
     
    Ele era foragido por tráfico de drogas, roubo e homicídios. Por ele, era oferecida uma recompensa de R$ 50 mil. O homem, que estava na casa da namorada de 14 anos, foi baleado durante troca de tiros com agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), e morreu no Hospital Geral de Bonsucesso.   A operação teve participação da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal e do serviço de inteligência da Polícia Militar. Quase cem agentes, três veículos blindados e apoio aéreo foram mobilizados durante a operação. 
    Um grupo de 15 homens da (Core) da Polícia Civil, da Divisão de Repressão a Entorpecentes da Polícia Federal, em um blindado, foi até a casa onde ele estava. Oito homens armados faziam a segurança do criminoso na porta do local. Depois de um confronto, o grupo fugiu, abandonando quatro motos e quentinhas. Playboy também atirou com uma pistola e fugiu para os fundos da casa. Lá, disparou quatro vezes com uma pistola contra os policiais e foi atingido duas ou três vezes. Ele foi encaminhado em um carro blindado ao ao hospital, mas já chegou morto.
    A morte de Playboy anda causando medo nos moradores da zona Norte carioca. No Facebook, os comentários em grupos de moradores de Barros Filho e Pavuna,  são para redobrar os cuidados e evitar de sair. O comércio no entorno da comunidade está fechado desde o início da tarde por ordem de bandidos. O comando do 41°BPM (Irajá), intensificou o policiamento na região por rondas de viaturas.
    Dentre as ações recentes de Playboy, estão uma expulsão de cerca de 80 famílias de suas casas do programa "Minha casa, minha vida" no Conjunto Residencial Haroldo de Andrade I, em Barros Filho, na Zona Norte do Rio. Após a expulsão, ele ofereceu os apartamentos a bandidos. Ele iniciou a vida no crime com uma quadrilha, assaltando casas de luxo no Rio. Em 2005, ele entrou para o tráfico através de Fernando de Freitas, o Fernandinho Guarabu,  que depois se tornou seu inimigo no Morro do Dendê. Fernando ficou dois anos lá e deu um golpe na facção, quando furtou 30 fuzis e foi para a Maré. Atualmente, ele comandava um exército de 300 fuzis no Complexo da Pedreira e era tratado como um astro.
    Mais »

    segunda-feira, 10 de agosto de 2015

    Celpa vai ser chamada à Câmara Federal para dar explicações

    Foto: PPS
    Detentora de umas das maiores tarifas energéticas praticadas no país, a Celpa Equatorial, concessionária de energia no Pará, será convidada a explicar os motivos dos altos valores cobrados aos consumidores paraenses, em audiência pública na Câmara Federal, solicitada pelo deputado Arnaldo Jordy (PPS/PA), na Comissão de Minas e Energia.

    De acordo com o requerimento protocolado no último dia 12, e que deve ser apreciado nesta semana, o Pará é responsável pela geração de quase 10% da energia hidrelétrica produzida no país, que abastece não apenas a região Norte, mas também exporta energia por meio da integração ao Sistema Interligado Nacional (SIN), e sua população paga uma das tarifas mais caras de energia elétrica em todo o Brasil. Para a indústria, por exemplo, enquanto o Estado do Pará paga R$ 572,20 por MW/h, a média do país é R$ 498,28 por MW/h, ou seja, 37,8% a menos, com base em levantamento da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN).
    Segundo com Arnaldo Jordy, a audiência deverá verificar o cumprimento, pela Celpa, de compromissos firmados em audiências anteriores. A empresa assinou no ano passado Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual, comprometendo-se a solucionar problemas apontados por consumidores ao Procon do Pará. Jordy também pretende propor uma revisão do modelo atual de geração e distribuição de energia elétrica, que penaliza o Pará, enquanto Estado produtor de energia, sem que haja qualquer compensação por isso. “Ao contrário, o Pará fica com o ônus ambiental da construção de hidrelétricas”, afirmou o parlamentar.

    BANDEIRAS>Entre as propostas a serem debatidas, está a exclusão do Pará do regime de bandeiras tarifárias criado pela Aneel, para compensar o alto custo da geração termelétrica de outras regiões, e que penaliza também o Pará, que é gerador de energia hidrelétrica, mas não obtém com isso qualquer consequência positiva para os paraenses. A energia termelétrica é mais cara e encarece as tarifas em todo o País. “O Estado tem superávit de energia, não tem porque estar fazendo esse grau de sacrifício. Nós precisamos como Estado exportador, e com esses indicadores, comprar energia do fornecedor mais barato, não do mais caro. Não tem sentido comprar mais caro aquilo que nós ofertamos”, completou Jordy.
    FÓRUM> Em audiência realizada na última semana em Belém, ficou definida a formação de um fórum para encaminhar as propostas apresentadas, formado pelos parlamentares estaduais e federais presentes, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Procon, Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Estado do Pará (Fapespa), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Sindicato dos Urbanitários do Pará, Ministério Público do Estado, Ministério Público Federal, Inmetro, União Geral dos Trabalhadores (UGT), Instituto de Defesa da Cidadania (IDC) e Portal de Reclamações, para verificar a série de denúncias apresentadas pelos consumidores, alguns bastante abalados com situações como multas e cobranças em valores muito acima de suas capacidades de pagamento.
    Além da Celpa Equatorial, devem ser convidados para a audiência representantes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel); do Ministério de Minas e Energia; do Ministério Público Federal no Pará; do Ministério Público do Estado do Pará; da Ordem dos Advogados do Brasil, seccional PA; do Instituto de Defesa da Cidadania (IDC) e do Procon/PA.
    Mais »

    segunda-feira, 22 de junho de 2015

    Léo Moura no Vasco surpreende Leandro: "É sacanagem do Eurico"

    Considerado o maior lateral-direito do Rubro-Negro diz que "se for verdade mesmo,
    esquece tudo o que fez pelo Flamengo". Zico defende passado do jogador no clube


    Leo Moura, Flamengo x Nacional Despedida (Foto: André Durão)Acabou o amor? Léo Moura agradece aos rubro-negros, mas ida para arquirrival esfria relação (Foto: André Durão)
    Considerado o maior lateral-direito da história do Flamengo, Leandro só vestiu a camisa rubro-negra em 11 anos como profissional. Após pendurar as chuteiras, sempre falou com muito carinho de Léo Moura, jogador que defendeu o clube de 2005 a 2015. O apreço por um de seus sucessores segue intacto, mas o eterno camisa 2 afirmou que não faria o mesmo quando informado da ida de Léo para São Januário, transação confirmada por Eurico Miranda nesta segunda-feira.
    – Agora isso? Aí é sacanagem do Eurico. O cara acabou de ir para o time do Ronaldo (Fort Lauderdale Strikers)... Sei lá, cada um faz o que quer, mas depois daquela festa toda que a torcida fez para ele? Pelo tempo todo que passou no Flamengo, por tudo que falou da torcida e do que falou que achava que representou para o clube, pelo carinho que a torcida tem por ele... Não gosto de fazer prejulgamento, porque não sei das condições, mas eu ficaria sem essa, ainda mais o Vasco – afirmou.
    Leandro, conhecedor da torcida rubro-negra, disse que os fãs não perdoarão Léo Moura caso o jogador confirme a transferência para o clube da Colina – de fato, a conta do jogador foi invadida por rubro-negros revoltados com a ida para o arquirrival.
    - Por muito mais eu não fui para lugar nenhum, mas acho que encerrar a carreira no Vasco... Não deixo de ter carinho por ele, mas se pudesse aconselhá-lo, diria para não ir. Se for verdade mesmo, esquece tudo o que ele fez pelo Flamengo. Digo em relação à torcida. Não estou botando lenha e também não tenho nada contra o Vasco, mas é em relação à torcida. Poderia ir para qualquer clube menos para o Vasco, isso por causa da torcida – completou.
    Maior ídolo da história do Flamengo, Zico mostrou-se desconfortável com a situação, mas disse torcer para que os flamenguistas não crucifiquem Léo Moura.
    – Isso é muito complicado. Só ele pode dar as razões dessa volta. Não sei (se Léo se queimará com a torcida). Tomara que não, pois ele deu o seu suor com dignidade e profissionalismo quando vestiu a camisa do Flamengo – emendou o Camisa 10 da Gávea.
    Mais »

    quarta-feira, 17 de junho de 2015

    MULHER MATA MARIDO A MACHADADA EM ITAITUBA E ESTÁ EM LIBERDADE

    Na manhã de terça feira, (16) foi capturada pela policia a senhora  Ester Gonzaga Matos de 19 anos, acusada de matar o marido na manhã de segunda feira, dia 15  na 30ª Rua do Bairro Santo Antônio.

    Ester "Maria Machado"
    Ester foi presa por investigadores da Policia Civil e conduzida para a delegacia de policia. Na sala do escrivão Haroldo Macedo ela em sua entrevista  na TV contou como tudo teria acontecido. Segundo Ester, era por volta das 4 horas da madrugada de Domingo quando; Leomar da Silva e Silva de 25 anos chegou a sua casa. Segundo ela, ele estava bebido, perguntou se tinha algo para comer, a mesma teria dito que tinha apenas mortadela, em seguida teria ido fritar; Leomar teria pedido agilidade no que estava fazendo, foi quando começou a discussão entre os dois.
    Leomar (vitima)
    Ester, disse ainda que esta grávida de 04 meses de Leomar, com quem namorou durante dois anos e estava morando junto há 04 meses, mas o relacionamento seria conturbado de ciúmes e agressões. A mesma foi presa e autuada em flagrante e ficara a disposição da justiça. A arma do crime foi aprendida pela policia civil e a moça se encontra a disposição da justiça em sua casa.
    Mais »

    terça-feira, 16 de junho de 2015

    Prefeitura de Itaituba-PA abre concurso público 2015



    EXTRATO DO EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2015, DE 16 DE JUNHO DE 2015. A Prefeita Municipal de Itaituba/PA torna pública a realização de concurso público destinado a selecionar candidatos para o provimento efetivo nos cargos de níveis fundamental e médio para o preenchimento de vagas dos quadros de carreiras e formação de cadastro de reserva da Prefeitura Municipal de Itaituba/PA;
    O Edital completo e seus anexos estão disponíveis no logo abaixo.


    PERÍODO DAS INSCRIÇÕES: 19/06/2015 à 06/08/2015

    REALIZAÇÃO DA PROVA OBJETIVA DE MÚLTIPLA ESCOLHA: 20/09/2015


    Via internet, no endereço eletrônico  www.cetapnet.com.br


    Taxas: Nível Fundamental: R$ 50,00; Nível Médio: R$ 60,00;


    DA PROVA OBJETIVA DE MÚLTIPLA ESCOLHA: 20/09/2015
    Mais »

    Prefeitura recupera estradas e vicinais


    A prefeitura de Itaituba vem trabalhando para melhorar as condições de trafegabilidade nas estradas e vicinais da cidade. Na manhã da última quarta feira (10), o secretário de infraestrutura, Daniel Alencar, visitou as obras de recuperação e abertura da vicinal Califórnia e do ramal Serra Dourada, importantes vias de acesso para a agricultura familiar.


    A vicinal Califórnia tem uma extensão de 17 km e os trabalhos de recuperação já foram concluídos, já no ramal serra dourada que tem uma extensão aproximada de 8 km nunca havia recebido trabalhos por parte dos governos.IMG_8192
    O senhor José Avelino do Carmo tem 68 anos é maranhense e há dezessete anos fixou residência na localidade e declarou que dos vinte lotes existentes apenas sete moradores decidiram permanecer na esperança de que um dia alguém pudesse olhar para a realidade dos moradores. “Graças a Deus e o esforço da desta gestão municipal, o sonho se tornou realidade com um trabalho bem feito”.
    Iris Moraes também é agricultora e reside em sua propriedade relatou estar meio desestimulada devido as constantes perdas que tinha na sua produção e já estava produzindo apenas para o consumo. “Mas agora eu acredito que tudo vai melhorar. Estou otimista com a minha lavoura pois as condições de escoamento da produção com a estrada nova, vai melhorar a vida de todos”, relatou.
    Já o secretário de infraestrutura, Daniel Alencar, destacou que as equipes da secretaria vem trabalhando para cumprir com o cronograma estabelecido pelo plano de governo. “O pedido da prefeita Eliene Nunes é que neste verão, os trabalhos sejam intensificados”.
    Mais »

    Homem tem mão decepada após agredir mulher em comunidade de Aveiro, PA

    Depois de uma confusão envolvendo varias pessoas o cidadão de nome Gilmar Costa Parintins teve a mão decepada a golpes de facão na comunidade de "Apacê" localizada no município de Aveiro.

    Segundo informações que nos foram repassadas pelo SD Campos da Policia Militar que estava na ocorrência, o fato aconteceu Domingo (14) na referida comunidade a aproximadamente na hora que estava acontecendo o jogo da seleção Brasileira por volta das 18hs: 30min horas. Tudo teria começado com uma briga de casal, segundo o policial a vitima é casado com a tia do acusado de nome  Edmilson Peres conhecido por "Quiba" e depois da briga do casal, o acusado teria tomado as dores da sua tia e partido para cima da vitima que estaria a agredindo, e desferiu no mesmo um golpe de terçado na mão esquerda que decepou na hora.
    Segundo a policia vitima e acusado são moradores da referida comunidade. Depois do fato uma GU da policia militar ao comando do Sub Tenente Jaires, CB Azevedo e SD Campos foram ate a comunidade, onde conseguiram prender o acusado, ele foi conduzido agora pela manhã para a 16ª Seccional do Tapajós na cidade de Itaituba. A vitima foi atendida e medicada pelos profissionais de saúde de Aveiro, mais foi encaminhada as pressas para a cidade de Itaituba.
    Fonte:http://www.eliasjuniornoticias.com.br/
    Mais »

    Wikipedia

    Resultados da pesquisa

    Formulário de contato

    Nome

    E-mail *

    Mensagem *

    Traduzido por: Template para Blog