Credora do Vasco, Fazenda bloqueia a transferência de Dedé ao Cruzeiro

Por Gustavo Rotstein e Raphael Zarko Rio de Janeiro

Depois de Romário, a Fazenda Nacional é o novo obstáculo da venda já concretizada do zagueiro Dedé do Vasco para o Cruzeiro. Um oficial de Justiça bateu em São Januário nesta tarde de sexta-feira e depois seguiu direto para a Federação de Futebol do Estado do Rio (Ferj) com um mandado de segurança que proíbe a transferência dos direitos federativos do jogador até a quitação de parte da dívida do clube carioca com a Fazenda. A assessoria da Ferj informou que vai cumprir a ordem judicial. Agora, o departamento jurídico cruz-maltino procura maneiras de derrubar o mandado de segurança.
Dedé já está em Belo Horizonte, onde foi apresentado pelo clube mineiro nesta tarde (assista ao vídeo acima), porém os problemas do Vasco continuam. Como disse o diretor geral Cristiano Koehler em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM no dia 12 de março, a Fazenda era um dos órgãos federais com o qual o Vasco ainda não tinha acordo de renegociação de dívida. Segundo Koehler, o clube chegou a dever mais de R$ 50 milhões somente à Fazenda. Hoja a dívida está na casa dos R$ 30 milhões, depois de descontados os recursos bloqueados para o pagamento deste débito. O Cruzeiro já depositou na conta cruz-maltina parte dos R$ 14 milhões referentes aos 45% dos direitos econômicos do zagueiro a que o Vasco tinha direito. No entanto, o clube afirma já ter recebido e gastado todo o montante enviado pelos mineiros.
Os dois clubes foram pegos de surpresa com o novo problema. O Cruzeiro disse que ainda não foi informado sobre o entrave e que só irá se pronunciar após tomar conhecimento do fato. Já o Vasco recebeu um oficial de Justiça na tarde desta sexta-feira em São Januário, mas o presidente Roberto Dinamite não quis assinar o documento sem o conhecimento do seu departamento jurídico. Entretanto, a diretoria garante não ter tomado conhecimento desse fato. O valor pedido pela Fazenda, motivo da visita do oficial de Justiça no Vasco, ainda é desconhecido.
Dedé apresentação cruzeiro (Foto: Washington Alves/ Vipcomm)Dedé se apresentou nesta sexta e já beijou a camisa do Cruzeiro (Foto: Washington Alves/ Vipcomm)
O diretor executivo René Simões ainda não tinha informações sobre o assunto. O diretor jurídico Gustavo Pinheiro também buscava mais informações. Apesar disso, neste fim de tarde foram pagos os salários de fevereiro, direitos de imagem e FGTS em atraso. O clube ainda deve março.
Na quinta-feira à noite, embora houvesse expectativa do clube em pagar dois meses de atrasados nessa sexta-feira, a diretoria não confirmava a informação, pois temia novas penhoras. O Vasco recebeu apenas uma parcela do pagamento total de R$ 14 milhões do Cruzeiro pela aquisição de 45% dos direitos econômicos do zagueiro Dedé.
- O Vasco não foi notificado ou recebeu qualquer comunicado oficial em relação a esse assunto. Nosso departamento jurídico está tentando saber o que aconteceu. Mas sinceramente não sei o que pode ser feito, pois o clube já recebeu toda a quantia relativa à negociação, a transferência foi realizada e o clube utilizou os recursos  para pagar salários atrasados e outras das muitas dívidas do Vasco - afirmou Cristiano Koehler.
Dívida antiga
Em São Januário, as tratativas com a Fazenda Nacional para renegociação da dívida já duram meses. A ideia da diretoria é fazer um parcelamento de 20 anos de duração, de forma que as prestações não sejam superiores a R$ 100 mil. Dos cerca de R$ 200 milhões que o clube deve às esferas do governo federal, outros R$ 50 milhões ainda não estão em estágio de não execução. Ou seja, sem provocar novas penhoras.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

SOMENTE PARA MAIORES DE DEZOITO ANOS. FOTOS NUAS DE BB!

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista