Simão Jatene assina decreto e aproveita para mandar recado aos Barbalhos

Jatene aproveitou para tirar casquinha do PMDB
Em solenidade no Hangar, o governador Simão Jatene anunciou que o Estado passará a assinar convênios com 138 prefeituras que estão inadimplentes. Sem que isso desrespeite as regras que estabelece a Lei de Responsabilidade fiscal. Pois dos 144 municípios, apenas 6 estavam aptos a celebrar convênios. Jatene fez questão de ressaltar que o decreto não é uma especie de de anistia aos inadimplentes. 
Em um discurso inflamado, e sem citar nome, respondeu as criticas de Helder Barbalho. Em referencia velada a Jader, que vive fazendo ofícios, e finalizando que papel aceita QUALQUER COISA. Jatene também mandou um recado diretamente ao senador Jader Barbalho que se encontrava presente ao evento, dizendo " não sou adepto de uma pratica politica que acho que deveria ser superada, que é o que chamo de tentativa de impressionar". O clima entre o PMDB e o governo do Estado esquentou.
Ministra anuncia obras e projetos prioritários em encontro com prefeitos do Pará
Esta pedra vai ter que sair do nosso caminho, porque esta pedra não atravanca só o Pará, esta pedra atravanca o Brasil, e é nesta lógica que vamos ter que equacionar". Fazendo referência à derrocada do Pedral do Lourenço, e que vai viabilizar a retomada da navegabilidade da hidrovia Araguaia-Tocantins, um dos principais pleitos reivindicados pelos prefeitos paraenses durante encontro estadual com todos os novos prefeitos do Pará, no Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, a ministra de Relações Institucionais do governo federal, Ideli Salvatti, anunciou os projetos e obras considerados prioritários para o Pará.
"Tem uma questão que é muito importante para o Pará e para o Brasil, que é a gente parar de exportar só matéria-prima, precisamos agregar valor e a siderurgia é fundamental. São por estas e tantas outras questões que os ministros estão hoje aqui", afirmou.
A ministra ressaltou que o evento é um desdobramento do encontro que a presidente da República, Dilma Roussef, realizou, em janeiro, com todos os prefeitos, em Brasília. O objetivo seria ouvir os gestores municipais e estaduais para dar encaminhamento às demandas, além de auxiliar e esclarecer estes prefeitos sobre como ter acesso aos programas e recursos federais.
Oitavo - O Pará é o oitavo Estado a ser visitado. Na comitiva, além de Salvatti, vieram a ministra do Ministério de Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior; a titular do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Teresa Campello; a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, e diversas outras autoridades federais. Após as palestras, os ministros realizaram atendimentos individuais com os prefeitos presentes.
No discurso, Salvatti destacou que o Pará é peça estratégica do planejamento nacional para o escoamento da produção do País. "O Pará importante para geração de energia. É neste Estado que o governo federal tem a obrigação de inverter a lógica do transporte e do escoamento da produção do nosso País", afirmou.
Belchior e Jatene firmam termo de cooperação para apoio ao PPA.
Durante o encontro no Hangar, a ministra Miriam Belchior e o governador do Pará, Simão Jatene, assinaram um termo de cooperação entre as duas esferas para apoio à elaboração dos Planos Plurianuais (PPA) municipais, a partir do fortalecimento das Agendas de Desenvolvimento Territorial (ADT).
Belchior também falou sobre o andamento dos programas federais no Estado. Segundo a ministra, dentre as prioridades desta nova fase de investimentos, está a conclusão das BR-163, a BR-230, e a BR-155; as obras de energia; infraestrutura urbana; a de mobilidade em Belém; além de investimentos na rede de abastecimento de água e esgoto. "O Pará é um dos Estados com maior déficit de abastecimento. São R$ 2 bilhões do PAC para investir nos vários municípios do Estado", informou a ministra, ressaltando o interesse da União em investir nos portos.
Pedral - Em relação à derrocada do Pedral do Lourenço, a ministra ressaltou que a obra nunca chegou a ser excluída do PAC 2. "O estudo foi entregue ao governo federal no dia 30 de abril e o Ministério dos Transportes está analisando o projeto que tem vários cenários para nossa presidenta Dilma poder tomar uma decisão a respeito desta obra", afirmou.
Como ações concretas do encontro, também foram assinados documentos que regularizam a situação fundiária da Delegacia da Mulher, em Belém; da Defensoria Pública, em Marabá, e do campus do Instituto Federal do Pará (IFPA), em Altamira.
Social - Na área da assistência social, foi firmada a adesão do Pará ao programa "Crack, é possível vencer", do governo federal, que abrangerá os municípios de Belém, Ananindeua e Santarém. Serão investidos R$ 38 milhões nas ações para possibilitar o aumento da oferta tratamento aos usuários de crack e o enfrentamento do tráfico de drogas ilícitas, além de capacitação, ações de prevenção nas escolas e fortalecimento e ampliação das redes de atenção de saúde e assistência social para atendimento integrado e de longo prazo.
 
fonte: blog do Xarope

Comentários

Anônimo disse…
Esse Jatene é governador de que estado?

Postagens mais visitadas deste blog

Tenente faz postagens no face, e as fotos proliferaram via Whastapp

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista