Jatene rompe com PMDB e pede cargos de volta

Jatene: PMDB precisa devolver os cargos
Chegou a hora.
Quando pedir, até a próxima sexta-feira, que o PMDB lhe devolva os cargos que ocupa no governo desde janeiro de 2011, o governador Simão Jatene estará, como diziam d'antanho os coleguinhas da  crônica esportiva, dando tintas finais no marcador.
Marcador, no caso, é a aliança que tucanos e peemedebistas celebraram ainda no segundo turno da campanha de 2010, quando Ana Júlia Carepa (PT) foi derrotada em sua tentativa de se reeleger.
Mas - e vejam só como são as rodas da política -, na mesma hora em que expurgar o PMDB de seu g
overno, Jatene também estará reconhecendo a impossibilidade de manter como aliado um partido que não apenas adota há meses um discurso francamente oposicionista, como também já foi eleito como escolhido preferencial do PT nas próximas eleições. O mesmo PT de Ana Júlia que o PMDB, repita-se, ajudou a derrotar no pleito de 2010.
Muda o quê, uma vez estando selado o rompimento entre peemedebistas e tucanos?
Muda muito.

A face mais visível da mudança, é claro, será na Assembleia Legislativa, onde o governo tinha até agora uma folgadíssima maioria.
A segunda mudança será na cara do governo.
Jatene, dizem as vozes que falam por ele nos bastidores, estará mais livre para aproveitar este ano e meio de seu governo para tentar concretizar boa parte dos compromissos que firmou com a maioria dos eleitores paraenses, quando foi conduzido ao governo pela segunda vez. É esperar pra ver. 
Blog Espaço Aberto

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

SOMENTE PARA MAIORES DE DEZOITO ANOS. FOTOS NUAS DE BB!

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista