VIVA LEÓN!

Aveiro: um ano sem Leon Bouillet
Hoje completará um ano que o ex-prefeito de Aveiro, Leon Correa Bouillet, faleceu em um hospital na cidade de Santarém-PA vítima de infarto.
 
Leon Corrêa Bouillet, que nasceu no dia 05 de Fevereiro de 1938, na comunidade de Urucurituba, estaria com 75 anos.
Foto: Fordlândia Portal de Notícias
Leon Correa Bouillet, prefeito de Aveiro por dois mandatos.
Líder carismático, Leon Bouillet, dedicou grande parte de sua existência a vida pública. Foi prefeito do município de Aveiro por duas vezes ( 1984 - 1988 e 1992 - 1996) e o responsável por um período de grande desenvolvimento do município aveirense, principalmente no primeiro mandato.
 
Nota do blog:  Leon Correa Bouillet foi, antes de ser um bom prefeito, um grande homem, um grande ser humano, uma grande pessoa. Se alguém o critica pelo seu segundo mandato de prefeito, tem que também ter a humildade para reconhecer que até hoje, nenhum outro prefeito, fez um mandato igual ao seu primeiro. Talvez seu maior legado tenha sido a educação, que deixou tanto para seus filhos quanto para todos os aveirenses. Quem não se lembra do SOME - Sistema de Organização Modular de Ensino, que levou e continua levando conhecimento sistematizado à centenas de pessoas, principalmente das comunidades rurais de Aveiro?. Mas também Leon Bouillet deixou sua marca na eletrificação rural com a construção de usinas de força e luz em diversas comunidades e mesmo fora da prefeitura continuou a luta para levar energia elétrica aos lares das famílias aveirenses. Hoje, com sua ajuda e empenho, Fordlândia, Caussu-E-Pá, PA Cupari, Tavio, Trans Fordlândia, PA Cristalino, Brasília Legal, Cury, Arara e a comunidade de Barreira, em Itaituba, contam com energia firme do linhão, através do programa Luz para Todos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

SOMENTE PARA MAIORES DE DEZOITO ANOS. FOTOS NUAS DE BB!

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista