Menores são flagradas seminuas e bêbadas em casa de uruguaio, no PR . Caso aconteceu na noite de sábado (14), em Foz do Iguaçu, no oeste. Além do uruguaio, uma jovem de 19 anos foi presa em flagrante.

Menores são flagradas seminuas e bêbadas em casa de uruguaio, no PR

Do G1 PR, com informações da RPCTV Foz do Iguaçu
42 comentários
Um uruguaio, de 62 anos, e uma mulher, de 19, foram presos em flagrante após uma denúncia de perturbação de sossego. Na residência, os policiais encontraram duas adolescentes bêbadas e apenas com roupas íntimas. O incidente aconteceu na noite de sábado (14), no barro Jardim Lancaster, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.
Para ter acesso à casa, os policiais tiveram que entrar pela residência de um vizinho, já que o som estava muito alto e o dono não ouviu que a polícia estava no local. Com um telefone celular, os policiais gravaram imagens das menores, que têm 15 e 17 anos, participando de uma festa, onde havia muita bebida alcoólica. "As menores estavam em situação de embriaguez, o que leva a crer que elas já estariam consumindo aquela bebida há bastante tempo", disse o delegado Geraldo Evangelista.
O casal que foi preso vai responder por incentivo à ingestão de bebidas alcoólicas e prática de atos libidinosos. As adolescentes, depois de ouvidas na delegacia, foram entregues às famílias. O inquérito deve ser concluído em dez dias. "A partir do pronunciamento do Ministério Público (MP) e também do poder judiciário, através de uma sentença condenatória criminal, essas pessoas podem vir novamente a serem presas em virtude de mandado de prisão preventiva ou até mesmo condenação, dado que as penas são altas e estão previstas tanto no Código Penal como também no Estatuto da Criança e do Adolescente", acrescentou o delegado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tenente faz postagens no face, e as fotos proliferaram via Whastapp

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista