Presidente da OAB-PA acusa Simão Jatene de crime de responsabilidade

Shot008
O presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos, em sessão especial ocorrida no auditório João Batista, na Assembleia Legislativa, fez um duro discurso contra o governador do Pará, Simão Jatene, evidenciando os altos índices de violência no Pará.
A sessão, promovida pelo mandato do deputado Edmilson Rodrigues (PSOL), discutia o alto índice de ameaças de mortes e assassinatos de advogados no Pará.
Coincidentemente, a reunião ocorreu no antigo plenário da Alepa, que hoje tem o nome do ex-deputado João Batista (PSB), que também era advogado e foi brutalmente assassinado, em dezembro de 1988, na frente da sua esposa, a também advogada e atual vereadora de Belém, Sandra Batista (PCdoB).
Shot005
> Crime de responsabilidade
Em seu pronunciamento, Vasconcelos, acusou o governador de crime de responsabilidade por se omitir no esforço de maior exação na prisão dos mandantes do assassinato do advogado Jorge Pimentel, em Tomé-Açu. Vasconcelos opinou que Jatene já deveria ter pedido a ajuda da Polícia Federal para prender os mandantes e declarou que vai denunciar o governador nas cortes internacionais de direitos humanos.
Shot007
Contrapondo-se ao pronunciamento de Vasconcelos, o secretário adjunto de Gestão Operacional, Mário Solano, declarou que a Segurança Pública do Pará atua em estreita cooperação com a PF e que a prisão dos mandantes do assassinato do advogado Pimentel “é iminente”.
A violência no Pará vai de vento em popa. O próprio secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal da Segup, Cláudio Galeno, presente na sessão, informou que até o final da manhã de hoje (17), já se haviam cometido nove homicídios no Pará.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

SOMENTE PARA MAIORES DE DEZOITO ANOS. FOTOS NUAS DE BB!

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista