Presidente da OAB-PA acusa Simão Jatene de crime de responsabilidade

Shot008
O presidente da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos, em sessão especial ocorrida no auditório João Batista, na Assembleia Legislativa, fez um duro discurso contra o governador do Pará, Simão Jatene, evidenciando os altos índices de violência no Pará.
A sessão, promovida pelo mandato do deputado Edmilson Rodrigues (PSOL), discutia o alto índice de ameaças de mortes e assassinatos de advogados no Pará.
Coincidentemente, a reunião ocorreu no antigo plenário da Alepa, que hoje tem o nome do ex-deputado João Batista (PSB), que também era advogado e foi brutalmente assassinado, em dezembro de 1988, na frente da sua esposa, a também advogada e atual vereadora de Belém, Sandra Batista (PCdoB).
Shot005
> Crime de responsabilidade
Em seu pronunciamento, Vasconcelos, acusou o governador de crime de responsabilidade por se omitir no esforço de maior exação na prisão dos mandantes do assassinato do advogado Jorge Pimentel, em Tomé-Açu. Vasconcelos opinou que Jatene já deveria ter pedido a ajuda da Polícia Federal para prender os mandantes e declarou que vai denunciar o governador nas cortes internacionais de direitos humanos.
Shot007
Contrapondo-se ao pronunciamento de Vasconcelos, o secretário adjunto de Gestão Operacional, Mário Solano, declarou que a Segurança Pública do Pará atua em estreita cooperação com a PF e que a prisão dos mandantes do assassinato do advogado Pimentel “é iminente”.
A violência no Pará vai de vento em popa. O próprio secretário adjunto de Inteligência e Análise Criminal da Segup, Cláudio Galeno, presente na sessão, informou que até o final da manhã de hoje (17), já se haviam cometido nove homicídios no Pará.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tenente faz postagens no face, e as fotos proliferaram via Whastapp

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista