Concurso da Polícia Civil deve ser anulado

O Ministério Público do Estado do Pará (MP), entrou com uma ação civil pública pedindo a anulação do concurso da Polícia Civil do Estado do Pará.

Na ação, a promotora de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, Elaine Carvalho Castelo Branco, alega ter constatado graves irregularidades no andamento do certame.

Entre as irregularidades, o MPE aponta como a não restrição quanto ao uso de celulares comacesso à internet dentro da sala de realização das provas. Além disso, a falta de fiscais nos banheiros e a não exigência de apresentação de qualquer documento de identificação dos candidatos em muitos locais também foi apontado na ação.

Outra irregularidade grave, seria o fato de que vários delegados de polícia estavam presentes como fiscais, mesmo tendo parentes fazendo provas.

O concurso, que teve cerca de 25 mil inscritos, ofereceu 250 vagas para o cargo de investigador, 250 para escrivão, 20 vagas para papiloscopista e 150 vagas para delegado.

Em junho, o MP recomendou o adiamento do referido concurso. Cerca de dez dias atrás, a Secretaria de Estado de Administração (Sead) divulgou o resultado do certame.

(DOL)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

SOMENTE PARA MAIORES DE DEZOITO ANOS. FOTOS NUAS DE BB!

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista