Concurso da Polícia Civil deve ser anulado

O Ministério Público do Estado do Pará (MP), entrou com uma ação civil pública pedindo a anulação do concurso da Polícia Civil do Estado do Pará.

Na ação, a promotora de Justiça de Defesa do Patrimônio Público, Elaine Carvalho Castelo Branco, alega ter constatado graves irregularidades no andamento do certame.

Entre as irregularidades, o MPE aponta como a não restrição quanto ao uso de celulares comacesso à internet dentro da sala de realização das provas. Além disso, a falta de fiscais nos banheiros e a não exigência de apresentação de qualquer documento de identificação dos candidatos em muitos locais também foi apontado na ação.

Outra irregularidade grave, seria o fato de que vários delegados de polícia estavam presentes como fiscais, mesmo tendo parentes fazendo provas.

O concurso, que teve cerca de 25 mil inscritos, ofereceu 250 vagas para o cargo de investigador, 250 para escrivão, 20 vagas para papiloscopista e 150 vagas para delegado.

Em junho, o MP recomendou o adiamento do referido concurso. Cerca de dez dias atrás, a Secretaria de Estado de Administração (Sead) divulgou o resultado do certame.

(DOL)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tenente faz postagens no face, e as fotos proliferaram via Whastapp

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista