quarta-feira, 6 de novembro de 2013

"OPERAÇÃO TÉRMICA II" POLÍCIA FEDERAL PRENDE 7 E MANDA 3 DO RAMO MADEIREIRO DE SANTARÉM PASSAR UMAS FÉRIAS NO PRESÍDIO DE CUCURUNÃ. VEJA QUEM SÃO OS TRÊS PRESOS

A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quarta-feira (6), sete mandados de prisão preventiva através da 'Operação Térmita II', que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa que extraiu madeira de área protegidas de forma clandestina e, segundo a polícia, burlou os sistemas de controles ambientais. Das sete pessoas presas, três são empresários e técnicos do setor madeireiro de Santarém, no oeste do Pará. 

De acordo com informações chegadas ao blog, os três que foram para a penitenciária de Cucurunã são: 
1- Alcemir Moura
2- Eldon Pantoja
3- Paulo Roberto Marinato

De acordo com a Polícia Federal, a quadrilha atuava fraudando a obtenção e comercialização de créditos florestais no SISFLORA e DOF- Documento de Origem Florestal, (sistemas de controle florestal). Dentre os alvos da operação estão três servidores da SEFA - Secretaria de Estado da Fazenda do Pará e outros dois da SEMA - Secretaria de Estado de Meio Ambiente, além de empresários do ramo madeireiro.
Na operação, cerca de 140 Policiais Federais cumpriram 44 mandados, deferidos pela 9º Vara Federal de Belém, no PA, especializada em crimes ambientais. Além das sete prisões preventivas, foram expedidos 16 mandados de Condução Coercitiva e 21 de Busca e Apreensão de Busca e Apreensão em sedes de madeireiras e residências dos investigados nos municípios de Belém, Altamira, Uruará, Itaituba, Santarém e Alenquer, todos no Pará, além de Juiz de Fora/MG e Alta Floresta, Várzea Grande e Colniza, estas no estado do Mato Grosso.
Segundo informações preliminares repassadas pelos advogados dos suspeitos, os três foram levados à Delegacia de Polícia Federal, onde prestam depoimentos. Em nota, a Polícia Federal informou que os investigados serão indiciados pelas práticas de crimes ambientais, formação de quadrilha, corrupção ativa e passiva e concussão.
As investigações tiveram início há cerca de um ano, decorrentes de denúncias oriundas da Corregedoria da Secretaria de Meio Ambiente do estado.
JK

Nenhum comentário:

Júlio Leal diz que equipes da Copa Ouro encontram resistência para conseguir patrocínio

Júlio Leal fonte : Blog do jota Parente Os organizadores da Copa Ouro 2017 estão encontrando dificuldades para conseguir patroc...