Pará é o segundo pior Estado do Brasil para o cidadão acessar a Justiça

Shot003
Os índices amargados pelo Pará apontam que perdemos o horário: a passo de cágado em um corrida de obstáculos, resfolegamos a medíocre incompetência administrativa dos últimos 19 anos.
Por que incompetência administrativa? Por que o PIB do Pará cresceu nominalmente – o Estado agregou capital de R$ 29,9 bilhões entre 2009 e 2011 – sem que tal grandeza fosse aproveitada para melhorar a qualidade de vida da população: todos os índices sociais caíram em relação aos demais estados. 
E por que 19 anos? Porque – quem duvidar procure a escala histórica dos índices – é a partir desse pretérito que as tabelas começaram a empurrar o Estado para a linha de fundo.
> Acesso à Justiça
E mais uma tabela, saída ontem (16), desta feita o “Índice Nacional de Acesso à Justiça” (INAJ), desvela que o problema no Pará é menos estrutural e mais funcional: somos o segundo pior Estado para que o cidadão acesse a Justiça no Brasil.
O estudo, elaborado pelo Ministério da Justiça em parceria com universidades e instituições públicas, baseia-se nas informações prestadas pelas Defensorias Públicas, Ministérios Públicos, Procons e instâncias do Poder Judiciário.
O Distrito Federal é a unidade federativa no qual o cidadão tem o melhor acesso à Justiça. O pior índice é ostentado pelo Maranhão, seguido pelo Pará:

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tenente faz postagens no face, e as fotos proliferaram via Whastapp

VEJA O VÍDEO DO ESTUPRO DA MENINA DE 14 ANOS NA COLÔNIA AGRÍCOLA PENAL NO PARÁ QUE REPERCUTIU NO MUNDO

Divulgada lista de aprovados no concurso para cargos de escrivão, investigador e papiloscopista